quarta-feira, 4 de maio de 2011

Deficiência de vitamina D e doenças auto-imunes


Estudo da Universidade de Cincinnati (UC), nos Estados Unidos, mostra que a deficiência de vitamina D pode estar relacionada com o desenvolvimento e severidade de algumas doenças auto-imunes do pulmão. De acordo com Brent Kinder, pneumologista da Saúde da UC, diretor do Centro de Doenças Pulmonares Intersticiais e líder do estudo, os resutados ainda fornecem evidências de que a carência da vitamina acarreta o desenvolvimento de outras doenças auto-imunes, como lúpus e diabetes tipo I.
"Nós quisemos ver se a falta de vitamina D seria também observada em pacientes que são diagnosticados com uma doença auto-imune pulmonar intersticial (DPI) e se ela estava associada com redução da função pulmonar", explica.
Alguns pacientes com DIP descobrem que têm uma doença indiferenciada do tecido conjuntivo, uma doença inflamatória crônica auto-imune que afeta múltiplos sistemas orgânicos, mas não desenvolvida o suficiente para que os médicos possam reconhecer e classificar.
Doenças auto-imunes ocorrem quando o corpo produz células anormais que se transformam no corpo e atacam os principais órgãos e tecidos. Doenças do tecido conjuntivo incluem lúpus, esclerodermia, polimiosite, vasculite, artrite reumatóide e síndrome de Sjogren.
"A DIP está entre um grupo de doenças que afetam principalmente os tecidos dos pulmões ao invés das vias respiratórias, como fazem a asma e o enfisema", diz Kinder. "Isso faz com que a cicatrização dos pulmões, seja mais difícil de diagnosticar e tratar do que outros tipos de câncer de pulmão".
"Como a deficiência de vitamina D tem implicações para outras manifestações de doenças auto-imunes, queria ver se tinha um efeito sobre os pulmões".
Os pesquisadores avaliaram 118 pacientes do banco de dados do Centro UC ILD, com 67 DPI de tecido conjuntivo relacionados à doença e 51 com outras causas de fibrose pulmonar para níveis séricos de 25-hidroxivitamina D, que indicam os níveis da vitamina no organismo. Em seguida, eles avaliaram a associação entre esses níveis séricos e as condições dos pacientes.
Em geral, aqueles com DPI de tecido conjuntivo relacionados à doença foram mais propensos a ter deficiência de vitamina D. Entre este mesmo grupo de pacientes, a redução dos níveis séricos de 25-hidroxivitamina D estava fortemente associada à redução da função pulmonar.
"Estes resultados sugerem que existe uma elevada prevalência de deficiência de vitamina D em pacientes com DIP, particularmente aqueles com doença do tecido conjuntivo", disse Kinder. "Portanto, a vitamina D pode ter um papel no desenvolvimento do tecido conjuntivo ILD".
"Um dos próximos passos é verificar se a suplementação melhora a função pulmonar desses pacientes", concluiu o pesquisador.

Um comentário:

  1. Amigos,
    Estou escrevendo a todos os meus seguidores nessa reta final, espero que não se incomode. Falta apenas 1 mês e meio para o término do TOPBLOG.

    Meu blog está concorrendo ao TOPBLOG 2011 na categoria sustentabilidade.
    Conto com o voto de todos.
    Para votar, visite o link abaixo e confirme sua escolha (não basta clicar em "votar")
    http://www.topblog.com.br/2011/index.php?pg=busca&c_b=19130455

    Para quem escolhe o perfil "email", não esqueça de digitar nome e endereço de email e só então, clicar em "votar". No dia seguinte, chega uma mensagem de confirmação mandando clicar em outro link para confirmar seu voto. Se não abrir esse email, o voto não é computado.

    Para quem vota pelo perfil do twitter, não pode apenas retuitar a mensagem como parece ser pela descrição do site TOPBLOG. Também deve clicar no botão "votar" do link e confirmar o voto pelo perfil cadastrado no twitter em outra janela que abre imediatamente.

    Parece complicadinho, e é um pouco na verdade, mas depois que se entende o processo, faz sentido.

    Um grande abraço,
    Carolina

    ResponderExcluir